PUBLICIDADE
ANUNCIE: ☎ 54 3614 2118
POSTO NONOAI
Agricultura familiar apresenta sua diversidade na Expointer
O Pavilhão da Agricultura Familiar oferecerá aos visitantes a produção de 201 empreendimentos familiares, com uma mistura de sabores tradicionais e inovações.

A maior feira agropecuária da América Latina é também espaço para a diversidade de produtos da agricultura familiar. Na 40ª Expointer, que se inicia no sábado (26), o Pavilhão da Agricultura Familiar oferecerá aos visitantes a produção de 201 empreendimentos familiares, com uma mistura de sabores tradicionais e inovações. O pavilhão apresenta o resultado do trabalho de 1.340 famílias, oriundas de 131 municípios gaúchos, em forma de queijos, embutidos, vinhos, sucos, artesanato indígena, plantas e flores.
 
O pavilhão valoriza as agroindústrias gaúchas incluídas no Programa Estadual de Agroindústria Familiar (Peaf), coordenado pela Secretaria do Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR) em parceria com a Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead/), vinculada à Casa Civil da Presidência da República, a conveniada Emater/RS, Fetag, Fetraf/RS e Via Campesina.
 
Os empreendimentos familiares estarão dispostos em 198 espaços (145 agroindústrias familiares, 47 expositores de artesanato rural e indígena, plantas e flores e seis empreendimentos do Estado de Minas Gerais), além de quatro cozinhas.
 
“A Feira da Agricultura Familiar permite aos empreendedores familiares ter contato direto com o consumidor, estreitando as relações com os compradores e abrindo mercados”, destaca o secretário da SDR, Tarcisio Minetto. “Neste tipo de empreendimento, os agricultores são os protagonistas do processo, passando a atuar em toda a cadeia produtiva. Além disso, promovem a descentralização e a diversificação da produção e o desenvolvimento da região onde estão instaladas”, completou.
 
Além de estarem inclusas no Peaf, os empreendimentos familiares selecionados passaram por uma avaliação para checagem de condições de legalidade tributária, sanitária e ambiental. Outros critérios para seleção foram usados, como produção da matéria-prima, empreendimentos gerenciados por mulheres ou jovens, quilombolas, indígenas, pescadores artesanais, extrativistas e silvicultores, produção orgânica certificada e produtos diferenciados.