PUBLICIDADE
ANUNCIE: ☎ 54 3614 2118
AL/RS
Dia D de vacinação movimenta 1,8 mil postos de saúde no RS
Secretaria Estadual de Saúde tem como meta vacinar 90% do grupo de risco
A meta da Secretaria Estadual de Saúde é vacinar 90% do grupo de risco.SES/CP




O Dia D de vacinação contra a gripe ocorre neste sábado em todo o Rio Grande do Sul e movimenta 1,8 mil postos de saúde em todo o Estado. A meta é imunizar os grupos de risco que integram a mobilização nacional este ano. Com total de 3.650.691 pessoas nesse público-alvo, a Secretaria Estadual da Saúde tem como meta vacinar 90% de cada grupo até o dia 1º de junho.

Até a manhã de ontem, de acordo com a diretora do Centro Estadual de Vigilância em Saúde, Marilina Bercini, 42% dos grupos prioritários já havia sido imunizado, o que deixa o Rio Grande do Sul como segundo colocado no ranking nacional da campanha. Ainda segundo ela, no entanto, a adesão das crianças com faixa etária entre 6 meses e até 5 anos era a mais baixa. Também chamava atenção o grupo das gestantes e das pessoas com doenças crônicas.

A recomendação por parte do Estado, conforme Marilina, é de que as famílias não adiem a vacinação para que não percam o prazo e para que os médicos aconselhem pela imnunização. "O sábado (hoje) pode ser uma boa oportunidade", disse, ao comentar que, durante a semana, o deslocamento até um posto de saúde por ser mais difícil.

Uma das medidas mais efetivas para se prevenir a gripe, a vacina tem em sua composição os três tipos mais comuns dea Influenza no Hemisféio Sul: A/H1N1, A/H3N2 e B. Segundo a Secretaria da Saúde, a imunização leva ente dez e 15 dias para ter efeito e é importante que as pessoas se vacinem antes do inverno.

Em Porto Alegre, conforme a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), 106 salas de vacina estarão abertas durante o Dia D, além de espaços como a sede da Coordenadoria Geral de Vigilância em Saúde, que estarão disponíveis para imunizar o público a partir dos 9 anos de idade que esteja dentro dos prioritários. Aproximadamente 500 mil doses foram recebidas na Capital e, de acordo com a pasta da Saúde, não há risco de desabastecimento. Até a metade desta semana, segundo dados do Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações (SIPNI-Web), 158.811 doses da vacina foram administradas na rede municipal para grupos prioritários e pessoas com comorbidades, o que indicava 31,81% da meta alcançado. Na maior parte das salas do município, os atendimentos vão até as 17h, mas em algumas, como é o caso do Centro de Saúde Modelo e da US São Carlos, vão até as 22h. Já a Clínica de Família da Restinga fica aberta até as 20h.



SES/CP