PUBLICIDADE
ANUNCIE: ☎ 54 3614 2118
ALRS
Municipários encerram greve e aguardam por diálogo com Marchezan
Serviços devem ser retomados na segunda-feira após paralisação que durou 38 dias

Chegou ao fim a greve dos servidores municipais de Porto Alegre que durou 38 dias, marcando a segunda maior greve da história da entidade, ficando atrás apenas da mobilização do ano passado, que chegou a 40 dias. A suspensão da paralisação foi definida pela categoria nesta quinta à tarde, durante votação realizada na assembleia geral, que ocorreu na Quadra da Imperadores do Samba, na avenida Padre Cacique. De acordo com o Sindicato dos Municipários de Porto Alegre (Simpa), uma nova assembleia já está agendada para o dia 18 de setembro.

“Os municipários retornam aos locais de trabalho na segunda-feira, às 7h”, enfatizou a entidade. Dentro deste período, o Simpa tem a expectativa de conseguir uma mesa de negociação com o prefeito Nelson Marchezan Júnior. Em nota oficial divulgada pela Prefeitura, Marchezan afirmou que as negociações só seriam retomadas após o fim da greve.

Conforme o diretor geral do Simpa, Jonas Reis, uma solicitação de agenda com o prefeito será encaminhada pela entidade. "O prefeito disse publicamente que, se a greve fosse suspensa, teria diálogo. A nossa pretensão é que isto ocorra na segunda-feira, 10 de setembro", declarou.

Segundo Reis, entre as demandas da categoria está a reposição salarial, a não aplicação dos projetos de lei do Executivo relacionados ao funcionalismo que ainda tramitam na Câmara, realização de concurso público para o Dmae, Guarda Municipal e Fasc, além de chamamento de professores e profissionais da saúde. "Se não houver negociação até 18 de setembro, quando ocorre nova assembleia, a greve pode ser retomada", afirmou.

Em nota a Prefeitura informou que está analisando as consequências dos 37 dias de greve do Simpa. "O Executivo também vai aguardar os desdobramentos da decisão do sindicato a partir da próxima segunda-feira", consta no posicionamento.








Correio do Povo