PUBLICIDADE
ANUNCIE: ☎ 54 3614 2118
POSTO NONOAI
Tailândia - Quinto menino é resgatado de caverna
Mergulhadores retomaram trabalhos nesta segunda-feira (09)

Os mergulhadores que trabalham para resgatar o grupo preso em uma caverna inundada na Tailândia conseguiram libertar nesta segunda-feira o quinto menino, segundo informações da rede de notícias norte-ameriana CNN. Os trabalhos foram retomados hoje após 10 horas de descanso dos socorristas, com a promessa de boas notícias dada pelas autoridades tailandesas. 

Outros quatro meninos já haviam sido resgatados nesse domingo, antes da pausa entre as incursões na caverna inundada. Ao menos 90 mergulhadores, sendo que 50 são estrangeiros, participam do salvamento considerado delicado por conta da dificuldade de acesso à caverna. 


Descanso entre missões 


Os mergulhadores precisaram descansar entre as duas missões e colocar mais cilindros de oxigênio ao longo do percurso. Isto explica o intervalo no resgate. "Trabalhamos a noite toda", afirmou um funcionário do governo da província de Chiang Rai, confirmando apenas uma pausa na operação. A falta de detalhes aumenta a angústia dos pais que aguardam seus filhos. "Escutamos que cinco meninos saíram, mas não sabemos quem são. Vários pais continuam esperando. Ninguém foi informado de nada", declarou Supum Sompiengjai, mãe de Pheerapat, conhecido como "Night" que espera reencontrar o filho.

Além das dificuldades do percurso, sob a água, a situação fica mais complicada porque muitos meninos não sabem nadar e nenhum deles já praticou mergulho. Um ex-mergulhador da Marinha tailandesa morreu durante os trabalhos de preparação do resgate, o que demonstra a complexidade da missão. A falta de espaço também dificulta as operações.

A família de "Night" acredita que o grupo decidiu explorar a caverna após o treino de futebol para celebrar seu aniversário de 16 anos. Eles se viram surpreendidos pelo aumento do nível da água no local, na fronteira com Mianmar e Laos.

Após a localização, as equipes de resgate examinaram todas as soluções possíveis, desde a perfuração de túneis nas montanhas até a possibilidade, descartada, de aguardar por várias semanas pelo fim da temporada de monção. Com a ameaça de mais chuva e o nível reduzido de oxigênio na galeria em que o grupo encontrou refúgio, as autoridades decidiram no domingo iniciar o resgate - mesmo com trechos de mergulho - depois de considerar que as condições eram ideais.








Fonte: Correio do Povo