PUBLICIDADE
ANUNCIE: ☎ 54 3614 2118
AL/RS
"Apesar da derrota, Grêmio está vivíssimo", afirma Renato
Técnico afirma que Tricolor falhou por "entrar no jogo do Estudiantes" no primeiro tempo

Técnico afirma que Tricolor falhou por




O técnico Renato Portaluppi não escondeu preocupação com o desempenho do Grêmio no primeiro tempo, mas viu com otimismo a derrota por 2 a 1 para o Estudiantes, nesta terça-feira. "Apesar da derrota, o Grêmio está vivíssimo. Vamos procurar trabalhar bastante para reverter esse placar", projetou o treinador.

Questionado sobre a escalação, Renato descartou que o time tenha iniciado numa formação errada. "Acima de tudo, entramos como deveríamos ter entrado e pagamos pelos nossos erros", avaliou. "O primeiro gol deles foi um golaço, acertou um chute indefensável. O Grêmio não vai ganhar todos os jogos e o adversário também tem seus méritos. Não é fácil ganhar na Argentina", analisou o treinador gremista.

"O Marcelo Oliveira entrou porque eu quis que ele jogasse", reforçou Renato. "O Pepê tem 20 anos, não é a primeira vez que usa a camisa do Grêmio. Tem um futuro muito grande. Conversei com os jogadores, que concordaram que com ele a gente não mudaria tanto. Se tivesse outro, talvez mudasse muito, sem a saída de bola rápida", defendeu o técnico.

Para o comandante gremista, a atitude equivocada é que resultou na superioridade do Estudiantes na etapa inicial. "Nossa equipe entrou no jogo do Estudiantes, que não é o nosso", alertou. "Foi um jogo da catimba. Não adianta tentar competir em termos de malandragem. Não adianta tentar pedir cartão, gritar, fazer o jogo deles", repetiu Renato. "Nosso time não entrou desligado, mas tentou fazer um jogo que não está acostumado. Isso eu procurei corrigir no intervalo e nossa equipe voltou como sempre para dominar a partida."










Correio do Povo